quarta-feira, 23 de março de 2011

Confusa, receosa, baralhada, triste...

É assim que me sinto.

2ªfeira de manhã acordei cedo e inquieta e em pouco tempo recebo a chamada que mais anseio neste último mês do outro lado, uma voz meiga pergunta "ainda estás em casa, tive alta e ainda tenho de esperar para ir para casa", o meu coração acelerou, e em 10 minutos cheguei ao HGO (espero que este blog não seja seguido por "radares").
Quando lá cheguei, o meu pai disse-me que faltava só uma consulta de ensinamento para irmos embora, esperámos, esperámos, esperámos e a meio da tarda lá nos disseram, afinal, "só tem consulta amanhã ás 09h e por isso fica cá hoje ainda, mas amanhã esteja cá ás 08h30 para não se atrasarem..."tristes, mas conformados, lá esperámos ansiosamente pela 3ª feira.


3ª feira, acordei ás 06h, com o coração a palpitar, a tensão alta, alguns tremores e muitaaaa ansiedade, levei o Tim á escola, deixei o Paulo na estação e mais uma vez rumei ao HGO em hora de ponta na margem sul, ainda me enervei um pouco com a perícia de condução de alguns seres (não sei porque ainda me espanto). Cheguei ao hospital ás 08h20, e quando chego ao quarto vejo o meu pai já sentado na cadeira, vestido com a roupinha que comprei de propósito para a ocasião ( e que bem lhe ficava, e que estranho que uma roupa faz tanta diferença), pedi para lhe servirem o pequeno almoço, e perto das 09h lá seguimos orgulhosos para a consulta. Perto das 11h voltámos a subir ao quarto para ir buscar a alta e as suas coisas, e, enquanto o deixei no quarto para ir marcar outra consulta, chega-nos a notícia, que afinal "vai ficar mais um ou dois dias....", chego ao quarto e a roupinha linda que tinha quando odeixei já tinha sido substituída pela roupa do hospital.... e já estava deitado na cama, com a medicação a correr.... Foi novamente um balde de água fria, decepção atrás de decepção...Não fico triste por ficar, porque efectivamente só lá fica quem precisa e de facto, reconheço que lá é muito bem acompanhado, fique triste sim por ter de passar por este mix de sentimentos, e acima de tudo, por ele ter de passar por estas sensações...

E com tudo isto, fez ontem um mês que entrámos nas urgências e fomos ouvindo alguns veredictos.... E se ontem me parecia que estávamos perto do fim, hoje já não estou tão convicta....

E como em todo o processo nos fomos habituando a ouvir, esta doença é assim, one day at a time....

5 comentários:

Wanda & Luana disse...

Força, minha querida!MUITAAAAA força. Beijinhos grandes

Mami ( Sónia ) disse...

Imagino como te sentes, mas embora seja triste ele não vir já para casa o mais importante é que ele recupere bem. Que venha para casa em segurança.
Beijo grande

anasantos79 disse...

Se é para bem dele é melhor que fique no hospital mais uns dias,apesar de ser mt difiçil para ti minha querida!

força e coragem!
bjinhos

disse...

Minha amiga linda...desejo as melhoras rapidas e que o teu coração possa voltar a respirar mais tranquilamente...o meu tb anda apertadinho.....
BJOCAS

Anónimo disse...

De uma amiga anónima,que deseja que tudo corra pelo melhor.As melhores conquistas são as mais dificeis de atingir,mas com o apoio de todos vocês aí e nós aqui,tudo terá um final feliz.Bjs e as melhoras