domingo, 29 de janeiro de 2012

Uma prática comum cá em casa

Co Sleeping

Vi no blog do Santi e não podia deixar de partilhar visto que se adequa precisamente com o que se passa cá em casa.

O Martim foi dormir para o quarto dele sozinho aos 3 meses, só começou a dormir noites completas (entenda-se sem lhe dar biberão a meio da noite) por volta dos 13/14meses, até lá acordava de 4h em 4h para comer, ás vezes um pouco mais, mas não muito mais...

Com a chegada do Inverno, começou por dar umas escapadelas a meio da noite para o nosso quarto, nos voltávamos a deitá-lo e a noite prosseguia, aos poucos, por preguiça nossa, quando nos visitava a meio da noite, ficava a pernoitar, até cá foi banalizado, e actualmente é do senso comum cá em casa que a cama grande é dos três...

Quando conto esta situação os comentários dividem-se "ai que ele se habitua" (ao quês?!?!?) "quando tiver um mano quero ver como vai ser" (igual...?!?), blá bla, mas uma coisa que aprendi também, além de ouvir e fechar dentro de uma gaveta, é que no que diz respeito ao Co Sleeping existem dois tipos de pais, o que se assumem e os que são mentirosos.... ;) Como em tanta outra coisa no que a babys diz respeito, cada vez percebo mais que o filho do lado é que é o perfeito... Como diz a Mafalda, e bem, " se os nossos não fossem os maiores já tinham morrido á fome, com as melguices que nos dão"!

Este texto é perfeito para ajudar a entender um pouco mais esta prática tão comum de afecto e carinho (visão cor de rosa da coisa, para não me esquecer das dores com que acordo todos os dias dos pontapés que levo)


"

Co Sleeping




O meu M. dorme muitas vezes na nossa cama, e por muitas vezes quero dizer quase todas as noites.
Já sei que muitas serão as vozes que se levantarão para me criticar, mas não me importo. Adoro deitar-me na cama e saber que estamos todos juntos.
Sei que em Portugal, os pediatras da velha guarda não tecem elogios ao Co Sleeping, mas já vi várias reportagens onde pediatras de renome mundial defendem este habito.
Como não sou (em nada na vida) fundamentalista, acho que cada familia é um mundo, e só ela pode saber o melhor para si.
Pesquisando sobre o tema, encontrei este texto, escrito por especialistas:

Co- sleeping, ou partilha de cama, é uma prática milenar que tem vindo a aumentar nas sociedades ocidentais. Na realidade, a prática de manter os bebés a dormir sozinhos desde a altura do nascimento é bastante recente nas culturas ocidentais (desde o XVII), existindo relatos de culturas que continuam a praticar a partilha da cama até aos 6 anos de idade e a amamentação em horário livre. Co-sleeping é uma opção cultural de 90% da população mundial (Young, 1998).


Mas de que se trata o co-sleeping? O termo refere-se a qualquer forma de partilha de ambiente de sono (cama ou quarto) entre um adulto cuidador e uma criança, próximo o suficiente para que qualquer um deles possa responder a qualquer estímulo sensorial.
Alguns estudos feitos nesta área, revelam-nos que a prática de colocar os bebés sozinhos nas suas camas tem repercursões ao nível da vinculção e da segurança física. A partilha de cama facilita a alimentação do bebé, proporciona um aporte extra de contacto sensorial com a mãe, promove o desenvolvimento e a vinculação do bebé e previne o Síndrome de Morte Súbita do Latente (SMSL).


DESENVOLVIMENTO


Vários estudos demonstram-nos que as respostas neurológicas de um bebé que se encontra junto à sua mãe acontecem aos cheiros, movimentos e toque maternos. Nestas condições, os bebés choram menos, respiram mais regularmente, usam a energia com mais eficácia, mantêm as tensões arteriais mais baixas, crescem mais rapidamente, têm menores níveis de stress e dormem melhor. Estes dados sugerem-nos que o contacto directo do bebé com a sua mãe facilita a maturação do seu sistema imunológico e neurológico, ainda imaturo.


O aumento do tempo de exposição do bebé à sua mãe, aumenta a produção de anticorpos por parte do bebé à flora materna, o que os protege contra algumas doenças.


VINCULAÇÃO


As mães que partilham a cama com os seus bebés, tem um instinto maternal mais intenso, como consequência directa do contacto pele a pele mais prolongado. No entanto, os benefícios da partilha de cama na vinculação não estão limitados à relação com a mãe, os pais também desfrutam de mais tempo de vinculação como consequência directa da partilha da cama com o seu bebé.


Hayws, Roberts e Stowe (1996), descobriram que os bebés que não partilham a cama com os pais, desenvolvem apego por um objecto de substituição (uma chucha, uma fralda ou boneco, por exº), e que na sua ausência, têm mais dificuldades em reagir à falta deste objecto.


Vários estudos referem-nos que a prática de partilha de cama entre mães e filhos, tem vários benefícios: os bebés passam a maioria da noite virados para as mães, raramente choram, e estas encontram-se altamente reactivas aos movimentos do filho, acordam com mais frequência e passam períodos maiores em estadios de sono leve (o que não aconteceria se dormissem sozinhas). Medoff & Schaefer (1993) associaram a diminuição de terrores nocturnos na infância ao co-sleeping.


Pais trabalhadores, que sentem que não passam o tempo que gostariam com os seus bebés, sentem que aumentam e consolidam a sua relação durante a noite, enquanto partilham a cama com o seu bebé.


AMAMENTAÇÃO


Organizações como a La Leche League International, a UNICEF ou a OMS recomendam o co-sleeping como forma de manter o aleitamento materno exclusivo até aos 6 meses de vida do bebé, já que a partilha de cama aumenta significativamente o número de mamadas nocturnas e o tempo de amamentação.


Uma mãe que amamenta e dorme com o seu bebé, dorme de maneira diferente de qualquer outra pessoa: ela adopta uma portura protectora, virada para o seu bebé, com um braço sobre ele, e uma perna por baixo, o que previne que se vire para uma posição de perigo na cama. Ela encontra-se mais reactiva aos movimentos do seu bebé e ambos dormem com sonos sincronizados. Por outro lado, as mães produzem níveis mais altos de prolactina.


PREVENÇÃO DO SMSL


A partilha de cama, especialmente associado ao aleitamento materno nocturno, confere, também, protecção contra o SMSL, já que os bebés são alimentados mais vezes, mantêm-se em estadios de sono mais ligeiros e coordenados com a mãe, e respondem melhor aos estímulos maternos- a respiração da mãe dá importantes pistas ao bebé, para que este mantenha o estímulo inspiratório após uma expiração. Se parilharem o espaço de sono, a mãe acorda automaticamente se houver uma paragem respiratória mais longa.


COMO FAZER A PARTILHA DE CAMA EM SEGURANÇA:


É de fundamental importância proporcionar ao bebé um ambiente com todas as condições de segurança para dormir. Algumas destas indicações de são puro bom senso, outras requerem algumas alterações estruturais do quarto.


Para a partilha de cama com os pais, é importante que todas as possibilidades do bebé cair da cama sejam eliminadas. Para isso, é necessário arranjar estruturas na cama que impeçam as quedas, como é o caso da utilização de grades ou a colocação da cama junto à parede, do lado onde o bebé irá permanecer. Neste caso, esta junção deve ser verificada todos os dias antes de deitar o bebé. Outra alternativa é colocar o berço junto à cama, sem grade e ao mesmo nível (neste caso, o berço deverá estar bloqueado e sem risco de se afastar da cama). Deve ser escolhido o lado da cama junto à mãe, evitando que o bebé permaneça no meio dos pais (nesta situação existe mais risco de SMSL, já que outros parentes não têm a mesma sensibilidade instinctiva que a mãe). As mães devem fazer o teste de acordar ao mínimo estímulo do bebé, se assim não for, devem considerar, então, a partilha de espaço e não de cama


A cama deve ser firme, plana e indeformável, pelo que camas de água, cama moles, sofás ou outras estruturas flexíveis devem ser evitadas.


Devem, também, ser eliminados todos os factores potenciadores do SMSL: evitar a utilização de edredons, cobertores muito pesados, peluches, e matérias que sobreaqueçam os bebés. O co-sleeping é, também, desaconselhado em famílias de pais com problemas de tabagismo, alcoolismo, toxicodependência, obesidade ou que estejam sujeitos a tratamentos com tranquilizantes, já que estes factores aumentam o risco de SMSL.


Para terminar, o bebé nunca deve ser deixado sozinho na cama.


CONCLUSÃO:


O co sleeping é uma prática controversa para alguns pediatras e pais, no entanto, pode fazer muito sentido para muitos outros. São as necessidades individuaus de cada família que devem determinar a escolha em relação ao co- sleeping, sendo que cada decisão deverá ser respeitada.


Não queremos terminar sem deixar de referir que uma criança que é igualmente estimulada pelos pais de noite e de dia está a fazer vinculação constante com estes. Crianças que se sentiram seguras dia e noite ao lado dos seus cuidadores irão tornar-se adultos que lidam melhor com as tensões inevitáveis da vida, já que desenvolvem uma base de confiança, auto-estima e segurança interior a que a poderá recorrer para enfrentar os desafios da vida.


Isabel Carvalho, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia
Centro Pre e Pós Parto " in paiscriativos.blogspot

Para as festividades que estão a chegar...

Sejam elas, Dia dos Namorados; Aniversário de Casamento e/ou Aniversário da mamã aqui fica a minha wishlist


Estas saõ algumas dicas, disponíveis em Zara.com

sábado, 28 de janeiro de 2012

A pedido de várias familias...

Sim, o Martim já tem os fatos de Carnaval, simples, mas foram a sua escolha (dentro das hipóteses que lhe dei...). E está eufórico, o que me leva a crer que o Carnaval, cá em casa, vai realizar-.se bem mais cedo que o previsto!!!!

Hoje é dia de ....

Aprender a pedalar....

E desde cedo que está lá fora a aproveitar o solinho com o papá...


"faz força no pé, agora no outro".... está quase!


^(o dele é este)

Ritual dos dentes

Em conversa com outras mamãs, percebi  que manter o ritual dos dentes nem sempre é tarefa fácil. Por cá o certo é lavar sempre á noite (mas infelizmente quer fazê-lo e depois beber o leite e não conseguimos inverter a ordem das coisas), de manhã raramente faz ( o facto de acordar cedissimo não ajuda), e depois do almoço só se for ao fim de semana...

Percebi que pelo menos um dos amiguinhos do Tim lava-os sempre após o almoço na escola, o que me remete para a dúvida que espero que me ajudem a esclarecer, até porque sei que tenho seguidores que trabalham no ramo da educação. Em tempos, quando questionei a escolinha do Tim sobre a possibilidade de levar uma escova de dentes para lavarem os dentinhos após o almoço, foi-me dito, para meu espanto, que a Segurança Social proibe tal hábito, de acordo com a informação que me foi passada, consideram que pode haver alguma confusão no manuseamento, podendo a que os meninos mexam nas escovas uns dos outros... Não me fez sentido, mas confesso que chega a um ponto que me cansa bater sempre nas mesmas teclas e optei por aguardar por nova consulta para partilhar esta questão com a Dra PLC.

Se o receio de uns porem as escovas de dentes na boca de outros, então e com as chuchas, e brinquedos, e colheres que servem os mesmos pratos e copos de iogurtes, que sei que vai acontecendo? Então não é normal, que nestas idades ainda ponham coisas na boca?!?! Então assim, as escolas seriam espaços amplos e vazios sem qualquer tipo de objecto, pelo menos até ás idades em que eles já têm capacidade de perceber que nao o devem fazer... Como não conheço a lei, mas conheço a SS, questiono-vos. Que se passa nas vossas escolinhas? Que meninos lavam os dentinhos na escola?? E já agora que lei é essa? Onde posso ter acesso ás normas da SS, é que também há outras coisinhas que me tiram do sério como por exemplo, não se poder levar comida de casa, no entanto, de manhã, é raro o menino que não leva pequeno almoço na mochila.... Não se pode levar comida, mas se houver uma papa específica podemos mandar uma porção para o lanche.. não entendo, a lógica devia ser a mesma. Mas, mais uma vez, não conheço a lei e por isso gostava de a conhecer.

Quem me dá umas luzes? (este post vem no seguimento do "remexer no futuro" que vos falei no FB, quero ter uma maior noção do que se passa á nossa volta e ver o que podemos melhorar)!!!

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Noite após noite

Tem sido um suplício. Adormece bem, mas depois passadas umas 3 horas, começa a acordar, numas vezes choraminga e pelo menos uma vez por noite desata num choro descontrolado, e ao colo do pai pede o pai, e ao colo da mãe pede a mãe... e nós desesperamos sem saer o que lhe fazer... Ainda anteontem eram 3h da manhã e estávamos á janela a ver a lua, e depois fomos brincar com os legos...

Se há coisa que o Martim sempre nos deu, felizmente foram boas noites (passou a ter um sono seguido já tarde, comparado com outros bebés), nunca foi de chorar ininterruptamente, ou de acordar sem sono, acordava de 4h em 4h para comer (até depois de fazer 1 ano), mas nunca foi de chorar á noite ou incomodar... Excepção feita até á semana passada a uma noite sem exemplo, quando no dia segunte se descobriu que tinha mononucleose... Desde que tem estomatite todas as noites nos brinda com o choro...


Pensei que podia estar a ter algum tipo de  transtorno durante o sono, algum pesadelo ou desconforto "psicológico", mas ontem ligámos á Dra PLC que nos esclareceu e de alguma forma tranquilizou. Tudo o que se está a passar faz parte do quadro sintomático que apresenta... Reforçar a medicação de 4 em 4h para de alguma forma aliviar este desconforto e ter paciência... Esta noite correu melhor, e de manhã, acordou mais bem disposto.


Eu cá estou, uns dias melhor, outros menos bem, e ontem tive mesmo de ir ao médico, estou com uma crise de alergias tal, que os meus olhos secaram e estão inchados... Medicação em curso, vamos ver como fico...

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Quando há bolo há parabens!!!

Melgou-me o juizo para fazer um bolo, depois encontrou velas e cantámos os parabéns quatro vezes e depois....não gota bolo!!!
Published with Blogger-droid v1.7.4

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Um mimo para o amor grande

(para depois do jantar....)
A noite passou (grande parte dela passou-a choramingar sem saber explicar o que tinha) e hoje acorda principalmente com a lingua num estado que mete dó.

Se lhe pergunto se lhe doi diz-me rapidamente que não.... pede-me para comer arroz e não tenho recusado, e também tenho conseguido que vá ingerindo líquidos, por isso até agora não está a ser difícil.... O pior é quando as aftas começarem a rebentar.... (não vamos pensar...)


Agora dorme tranquilo, mas antes disso implorou para ir á loja do mickey.....

domingo, 22 de janeiro de 2012

O fim de semana (im)perfeito

Sábado tinhamos um almoço de aniversário de um amigo especial.. e aqui a mamã lá se encheu de coragem e saiu do ninho!!!

Como ainda tinhamos tempo fomos fazer uma visitinha ao nosso espaço de Almada favorito, conseguem adivinhar?

Adoro visitar este espaço, conhecer as novidades e inspirar-me... E foi rápido escolher o tema do próximo aniversário do Tim...

O almoço correu muito bem, o Martim brincou com outro Martim e numa ida á casa de banho dizia-me todo contente "O Matim é gilo"! Mas o que ele mais gostou, foi de ver os barcos a atravessar o rio... Pedia-me e pedia-me para irmos.. e um dia lá terá de ser (é fácil perceber que não sou entusiasta de transportes públicos não é?!?!)... um dia, mas não foi ontem.. O papá é que coitado esteve mal e acabou por ficar no sofá (ouvidinhos de bebé....)

O dia de hoje começou bem ( está a perder o hábito de galo e acorda cada vez mais tarde), mas ao pequeno almoço, com as lutas habituais do "não té leite, não té isto, não té aquilo) o papá notou-lhe a lingua inchada com pontos grandes e brancos... Ele já teve sapinhos e não era nada disto, não nos parecia grave, mas, decidimos mesmo assim pedir uma opinião.

Diagnóstico. Estomatite aftosa (vulgo aftas) daí a rejeição da comida. Durante 5 dias não pode ter contacto com outras crianças, dado que é altamente contagioso, dietas líquidas e nem muito frias nem muito quentes, nada de alimentos com acidez, benuron e brufen para as dores e esperar..... Começa bem o ano...

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

27 meses de Ti (m)

Está incrível, faz imensa companhia, cada vez dismistifica mais a linguagem que usa...

Quando o chamo responde-me sempre com um "diz mamã, diz"....

Chama-me sempre mamã, sem que seja a meu pedido, e quando me quer derreter chama-me "danda" e ri-se! Quando lhe pergunto quem é a danda,  espeta o dedinho e responde orgulhoso "a mamã".

Anda a comer mal que se farta e não tarda desaparece do mapa. Foi pesado a semana passada e percebemos que desde que fez 2 anos engordou 600gr..... mas está bem!

Já me ajuda a arrumar e a limpar a casa, e quer tratar do jantar, tenho definitivamente de lhe comprar um avental!!! A T. diz-me que tenho de aproveitar!!! Vou seguir o seu conselho!!! (se for da SS e estiver a ler este post, quero que saiba que é tudo no mundo do faz de conta...) Convém esclarecer que o miúdo não anda aqui feito Isaura!!! ;)


Já vê televisão, enroscadinho numa manta no sofá com uma taça de pipocas no colo... Já aguenta uma tarde de fim de semana assim.... e com este frio sabe mesmo bem...

Adora os Simpsons (tem mesmo a quem sair) por isso vemos os episódios durante a semana, e o remake ao sábado e domingo de manhã...

EStá grande, desenvolvido, e cada vez menos bebé...


quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

E quando o papá chega....

É uma ternura vê-los juntos. A cumplicidade que existe entre ambos deixa-me feliz, orgulhosa, e grata por ter sido escolhida para ser "a" mãe...
Tudo o que o pai faz ele imita, literalmente, tudo! Se ganho um beijo de um, já sei que ganho do outro, os abraços multiplicam-se... o amor grande e o amor pequenino em sintonia!

Cada vez mais se assiste a um maior envolvimento dos homens na "maternidade",  na vida dos filhos, mais participativos, ajudantes, cada vez os homens vivem mais a paternidade (também a lei ajuda a isso), saimos todos a ganhar!


Os nossos fins de tarde...

Agora são sempre assim...

Adianto o jantar e depois vem o pedido "Mamã, picocas" e senta-se no sofá de pernas abertas á espera que pouse a taça das pipocas no meio delas, ele fica o responsável da taça "O Martim dá..."Adoro estes momentos, em que ficamos os dois até o papá chegar á noitinha... e quando o papá chega.....

Ok filho, combinado!

"Mãe té um mano" (em que té significa quero)
"oh claro MArtim, e como se vai chamar"
"hm.m... (torce os lábios de uma forma que lhe dar um ar de pensador e quem e encanta) chachicha"
(Aposto que este não terá imitações....)

For the record

Um dia que tenha um outro filho, menino, será chachicha (ou salsicha depende do que os senhores do registo achem....)

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

De um sábio amigo

"Há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida."


Porque aqui também se fala de coisas sérias

Retirei um excerto de uma reportagem do Correio da Manhã acerca da maratona para a concertaçaõ social. Não vou falar das medidas, até porque pertenço a um sector privado "diferente" e ainda não sei bem oque vai acontecer. O post relaciona-se com algo que defendo com unhas e dentes, mesmo tendo amigos empresários...

"ECONOMIA PARALELA
A eliminação da economia paralela teria permitido uma redução do défice público de 8,6 para 6,9% em 2010. Segundo os últimos dados do Índice de Economia não Registada em Portugal – elaborado pelo Observatório de Economia e Gestão de Fraude da Faculdade de Economia da Universidade do Porto – entre 2009 e 2010 esta aumentou 2,5% para o máximo histórico de 24,8% do PIB. O aumento da carga fiscal, de impostos directos e indirectos e as contribuições para a Segurança Social são os principais factores apontados pelos investigadores para justificar o crescente peso da economia paralela. Em termos absolutos, esta terá ascendido a 32 183 milhões de euros num PIB oficial de 129 772 milhões de euros, a preços constantes de 2000."

O movimento Pedir Factura é algo que deviamos em que deviamos investir....Uma vez numa farmácia fiz uma despesa aproximada de 0,50€ e pedi, como habitualmente faço, factura, e a pessoa que me atendeu, de olhos esbugalhados perguntou se por aquele valor era mesmo precisa a factura, questionei-a se achava o valor irrisório ao ponto de se tornar absurdo apresentá-lo nas minhas despesas, orgulhosa respondeu que sim, então educamente pedi-lhe um saco e disse-lhe que absurdo por absurdo, eu ia levar o artigo, e se não lhe causasse tanto incómodo, ela que o pagasse....Não fui cinica, tºão pouco arrogante, mas foi o suficiente para a pessoa mudar de opinião...Afinal, nunca tinha pensado nisso.


É certo que as empresas têm pouco apoio,  é certo que a carga fiscal é elevada para quem contribui para o país, mas eu, enquanto empregada do privado, cumpro com a minha parte, e também me pesam os impostos, e pago-os de igual modo que aqueles que são os coitadinhos também os pagam... (e não recebo abono, omeu filho  não anda na escola do Estado, não vou a hospitais públicos nem centro de saúde...portanto, uso um bocadinho menos o Estado que muitas outras pessoas e no entanto, não tenho direito a muito, e felizmente tenho opção de outro tanto...)

Não concordo que não se peçam, assim como acredito que apesar de não as pedirmos sempre, nem todas as empresas fogem. Felizmente! Mas mesmo assim, pedir factura podia fazer, nesta altura tão dificil, muita diferença....


Na era do Facebook, vamos a elas?!?!?!!??! Juntem-se ao movimento, vamos mudar mentalidades, pela justiça... e porque aqui se fala basicamente do Martim, por ele, e pelos vossos!

Movimento PEDIR FACTURA no Facebook, faz Like JÁ!!! ;)

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

sábado, 14 de janeiro de 2012

A internet e o mundo deste tamanhinho

Com a net, encontrei pessoas com quem não estava desde o século passado, mantenho contacto com quem não consigo fisicamente, consigo entreter o meu filho, e aprender....

Hoje em dia, com as minhas lojas favoritas online. consigo fazer tudo, sem me levantar do sofá....

Já fiz compras para casa, já fiz compra de roupa, artigos decorativos, vou ao Banco, e falo com gente de todo o mundo...
E vocês, que experiência têm online???Fazem compras, gostam???que aconselham?

Ando assim....

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Carnaval...

A próxima festividade, se assim pode ser chamada, não tarda está aí! CARNAVAL

Se sou all crazy pelo Natal, já o Carnaval não me diz nadinha, mas ele gosta (ou tem gostado) e isso dá-me prazer. Por isso, é meu dever apoiar a causa!!!!


E se num minuto pensava que não ia saber ao que o mascarar, e enviei mensagem a´O Segredo das Festas, em busca de apoio, bastou olhar em frente para perceber as dicas, e por isso a máscara está escolhida. Tenho a certeza que vai adorar!

It´s a boy

E é com enorme alegria e coração aquecido que sabemos que vamos ter um menino!!! (leia-se  Tio Marcelo e Cátia),  mas a verdade é que é também como se fosse nosso. E por isso, a juntar-se ao Tim, vamos em Maio ter um Gabriel!
´

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

1º mesário de Di

Faz hoje um mês que sou tia. A Di nasceu ao final ao inicio da noite, num domingo e mudou o mundo. Tudo nos parece mais pink, e afinal, não é assim que deve ser sempre que nasce um baby?


Ela é.... bonita, calma e descontraída, e muda de dia para dia. Adoro o cheirinho a bebé que reina no seu ninho, adoro a calma e descontracção que há á sua volta. Adoro-a!

Os pais estão in love, e não é para menos, por muito que nos digam, a vida muda mesmo, passa a ter outro significado, e começamos a perceber um pouco mais o nosso papel na Terra.

O Tim.. não liga nenhuma á prima "é bebé" é a constatação que faz com frequência, mas aos poucos quando estamos longe dela, lembra-se de forma espontânea da prima e pergunta prontamente " A Diana?" Quando lhe perguntam por ela diz sempre "não há" e quando está com a Su, olha para a sua barriga como que á procura de algo...

Neste primeiro mês, está a descobrir o mundo, e parece-me que está satisfeita!


Vamos mantê-la na privacidade mas posso adiantar que é muito fotogénica (claro que ajuda ser gira que se farta)


Parabéns Di e papás pelo teu 1º mês


segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Ai Portuguesinho

Tá tá Natau...

Já veio e já foi... Devia pensar seriamente em deixar o Natau em casa o ano inteiro...


Como estou doi doi (amgdalite, e dores enorme no corpo) que me deixaram de cama no fim de semana, foi ao papá que coube a tarefea sob o olhar atento do amor pequeno!

No final muito decepcionado disse-me "O Natau acabou mamã"....  respondi-lhe " no final do ano tens mais" "tá bem" e foi brincar...

sábado, 7 de janeiro de 2012

Actualizações de closet

E como temos de apoiar a Restauração...

Descobrimos que o Martim, com a sua costela do Porto, ADORA francesinhas (mesmo spicy...)

in fazrergourmet.com

E em 2012

Já vamos vendo o tempo a passar... A Di está enorme, e linda! Ele não lhe liga, mas na sua ausência vai perguntando por ela...

Quando estava grávida toda a gente me dizia para aproveitar o tempo, quando a Su estava grávida repetia-lhe esta máxima, e agora que estão os dois cá fora, olhamos para eles e deliciamo-nos. O tempo voa é um facto (não consigo render-me ao acordo eu sei...), mas é tãoooo bom  e especial!


Em 2012 quero estar bem, bem para ser feliz, para me realizar, para fazer feliz e continuar a amar! Em 2012 sei que vou ter surpresas , e vamos ver a familia (onde se incluem amigos) aumentar (não é a nossa)... Vamos receber em 2012 bebés especiais, de uma colheita de qualidade! Estou ansiosa!

Para o Martim não passam de "bebés..."

Sim senhor!

Mãe :" O sapo não lava o pé..."
Martim "Mamã exa não canta o pato"
Mãe : "Todos os patinhos..."
Martim: "Nãooo não é axim, é axim Pato, pato...."


Sim senhor!