sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Voltámos onde já fomos felizes, e repetimos a dose

Desta vez como um presente, e soube tão bem...


Assim que chegou, reclamou para si uma "pulsera" pediu que foi prontamente atendido com algum riso á mistura! Esta acabou por ser um mote ao um ritual que nos acompanhou ao longo da estadia. Ao seu sinal, os quatro tinhamos de erguer o braço da "pulxera" para que ele prontamente, de punho cerrado chocasse connosco ao som de um "IÁ"E tinha, obrigatoriamente de ser todos, Martim, tio, mamã e papá!


Na hora de refeição, lembrava-se perfeitamente do seu espaço, escolheu a sua mesa e lá fizémos as refeições todos os dias.

Encantou-se com a água, e mexia-se nas piscinas com um á vontade que lhe parecia inato...

Fica amoroso de "cóca" não fica?

video

Sem comentários: